Bem-estar

Efeito placebo: o poder das nossas crenças

Publicado em:

20/9/2023

Atualizado em:
15/12/2023
Efeito placebo: o poder das nossas crenças

Vinagre de maçã, shot matinal, cúrcuma, soro, vitaminas, manipulados e os mais diversos tipos de suplementos… Não raro surge alguma tendência de um pequeno ritual que promete trazer resultados avassaladores na perda de peso e bem-estar. Imagino que você já deve ter ouvido falar de algum, certo?

Embora alguns destes listados tenham suas propriedades para o organismo, é raro o consumo isolado de uma substância trazer algum efeito sem os pilares estruturais de um estilo de vida saudável - a saber, uma alimentação balanceada, rotina de atividade física, sono reparador, manejo de estresse, limitação no uso de tóxicos e relacionamentos saudáveis. Muitas vezes, a eficácia de tais substâncias não é comprovada, com seus resultados nos desfechos não ultrapassando o efeito placebo. 

Mas calma: isso não quer dizer que não há efeito. E sim que o efeito não ultrapassa o do placebo, como o de pílulas de açúcar. 

Historicamente, somos acostumados a encarar o efeito placebo como algo irrelevante, a comparação a partir da qual vemos se uma nova droga funciona ou não. Mas raramente se direciona o olhar para entender melhor sobre este efeito em si: qual é seu tamanho, o que o influencia, que benefícios ele traz e, o mais importante - como usá-lo a nosso favor?

O efeito placebo diz respeito ao poder das nossas crenças, mentalidades e expectativas sobre o nosso corpo. E isso não é mágica, mistério ou superstição - é ciência. Nossas expectativas em diversos domínios da saúde geram uma variação na resposta neurobiológica do corpo. Tomar pílulas de açúcar podem gerar uma melhora real em uma condição, o medo dos efeitos colaterais de um medicamento aumenta a probabilidade de ocorrerem e há relatos de cirurgias falsas com impactos observados. 

Em um estudo liderado pela pesquisadora de Stanford Alia Crum, os participantes foram divididos aleatoriamente em dois grupos, e submetidos a uma injeção de histamina, substância que provoca uma reação alérgica. Buscou-se avaliar a eficácia de um creme placebo na reação provocada. Para o primeiro grupo, a médica informava que o creme iria aliviar os sintomas da reação. Já para o segundo, dizia que o creme iria piorar o estado. A reação de fato foi pior no segundo grupo. As crenças sobre a pomada não eram irrelevantes, mas sistematicamente determinaram uma resposta fisiológica do corpo. 

Os pesquisadores foram além, e exploraram também sob quais condições essa resposta ocorre, variando o contexto social. Em um cenário, a mensagem era passada por uma médica empática e competente. No outro, a mesma pessoa fazia as vezes de uma médica distante e desorganizada. A boa profissional foi capaz de provocar os efeitos placebos, enquanto na condição da má profissional, não se observou o efeito. Nossas crenças sobre algo são produto do meio social inserido. 

E será que isso se reflete nos hábitos e comportamentos que temos?

Pois o mesmo grupo de pesquisadores buscou investigar o impacto do consumo de um Milkshake no corpo. A bebida tinha uma certa composição nutricional, mas foi comunicada de forma diferente para dois grupos de participantes: para o primeiro, foi enquadrada como um shake fit de baixa caloria; para o segundo, como a “indulgência merecida”, alto em açúcar, gorduras e calorias. O resultado: a resposta fisiológica do corpo (a liberação de grelina) variava de acordo com a mensagem exposta. 

Em linha, foi o que se viu em estudos com camareiras de hotel quando informadas dos benefícios da atividade física regular vs. que o trabalho delas já funcionava para cumprir esta recomendação de atividade física, e com altos executivos sobre o estresse ser algo prejudicial e nocivo vs. ter um lado positivo. O impacto do que fazemos no nosso corpo é informado, em partes, pelas expectativas que temos sobre. Isso não é um papo furado sobre energias do universo ou pensamento positivo, mas vale lembrar que o nosso corpo é regulado pelo nosso cérebro e, em certa instância, isto tem um efeito que em geral não encaramos.

Portanto, longe de questionar o seu shot matinal ou vinagre de maçã, o que buscamos neste texto é debater as expectativas quanto aos seus usos, e direcionarmos-nas de forma mais apropriada. Estes pequenos rituais, além de potencialmente trazerem o efeito placebo, podem ter o papel de ser uma primeira pequena decisão do dia na direção de melhores escolhas, sendo um hábito que puxa os seguintes, além de possivelmente aumentar a sensação de autoeficácia (o quanto confiamos na nossa capacidade de fazer algo, como ter um dia saudável) por ter cumprido uma pequena coisa. 

Portanto, com a ressalva de evitar charlatanismos que impactam o bolso por enganações e desinformações de terceiro, ou práticas que podem ser comprovadamente prejudiciais para a saúde, e lembrando de que, para além das expectativas, tem um grande chão de mudanças reais a serem percorridas, o que fica é aquele ditado: se faz bem, que mal tem?

Referências:
Crum AJ, Corbin WR, Brownell KD, Salovey P. Mind over milkshakes: mindsets, not just nutrients, determine ghrelin response. Health Psychol. 2011 Jul;30(4):424-9; discussion 430-1. doi: 10.1037/a0023467. PMID: 21574706.
Leibowitz, K.A., Hardebeck, E.J., Goyer, J.P. et al. Physician Assurance Reduces Patient Symptoms in US Adults: an Experimental Study. J GEN INTERN MED 33, 2051–2052 (2018). https://doi.org/10.1007/s11606-018-4627-z
Crum, Alia J., and Ellen J. Langer. 2007. Mind-set matters: Exercise and the placebo effect.
Psychological Science 18, no. 2: 165-171.

Aqui na Liti, você encontra uma equipe médica multidisciplinar preparada para te orientar a mudar seu estilo de vida. Unimos o melhor da ciência com análise constante de dados e profissionais verdadeiramente dedicados para que você seja cada dia melhor.

_________________________________

Descubra a sua quantidade ideal de água por dia e mantenha-se hidratado
Dúvidas sobre alimentação? Fale agora com uma nutricionista da Liti

ACOMPANHE NOSSAS REDES:
Instagram: https://litisaude.co/Instagram
LinkedIn: https://litisaude.co/LinkedIn
TikTok: https://litisaude.co/TikTok

Dificuldade em perder peso, cansaço excessivo, falta de disposição?
Conheça a experiência LitiHomem-preparando-uma-salada
Quer saber mais sobre o tema:
Bem-estar
?
Newsletter Assuntos em Alta
Mulher-abrindo-liti-box
Seu copiloto para um novo estilo de vida
Conte com um cuidado contínuo para perder peso e viver com saúde.
Conheça a Liti
Descubra o plano para você
logo-spotifylogo-instagramlogo-youtubelogo-linkedin
Logo-liti
CNPJ: 41.932.733/0001-41
descubra o plano para você